O Alienista é uma obra prima literária do escritor brasileiro Machado de Assis e publicada em 1982.

É indicada para todos os alunos pelos aspectos da sua narrativa, por fazer criticas ao cientificismo do séc. XIX e ao positivismo e também por trazer questões tão atuais a serem discutidas.

O divertidíssimo conto relata a história do eminente Dr. Simão Bacamarte, dedicado estudioso da mente humana, que constrói na cidade um manicômio, chamado de “Casa Verde”, para abrigar todos os loucos e assim estudá-los. Bacamarte concentra a autoridade de definir os critérios sobre o que é a conduta normal e o que indica a loucura, usando a ciência como fonte, sendo ele juiz e executor. De repente as exceções viram regra e os métodos do alienista transformam quase todos os habitantes de Itaguaí em doidos.

“Não se sabia já quem estava são, nem quem estava doido.”

Machado de Assis dirige a história de forma a questionar o poder de todo e qualquer saber que pretenda ser absoluto, pois tudo é relativo. Quem é realmente  louco? Essa é a  grande questão.