Segundo Monteiro Lobato, um país se faz com homens e livros. Segundo o Colégio Pentágono, um país se faz com homens, livros e afeto. Muito afeto. Sem fortes laços de amizade, não se fixa, na memória (também afetiva),  o que vale apena da vida.