O grupo teatral, não por acaso Palco Literário, fez do nosso auditório um cortiço e reeditou, com bastante competência, o emblemático texto naturalista de Aluísio Azevedo. Com leveza e bom humor, encenou, pelo viés caricatural, as enfermidades da sociedade brasileira.